14/03 a 18/03/22

Semana CEMAC

Cientes dos desafios comuns, as empresas do Cluster de Excelência em Manufatura Aeronáutica da região metropolitana de Campinas mantém historicamente uma atuação conjunta em diversas frentes, com objetivo de promover a Cooperação para a Competitividade, através de fóruns de boas práticas e implementação de projetos integrados. Uma das principais ações é a realização anual da Semana Kaizen integrada, organizada de forma autônoma pelo CEMAC e que desde sua edição 2021 passou também a incorporar em se cronograma Semana CEMAC, onde são trazidos especialistas em diversos temas para ampliar nossa base de conhecimento e também escopo dos projetos possíveis para nossa semana Kaizen.

Informações

Evento realizado do dia 14 ao dia 18/03/2022 de forma totalmente on-line.

Programação

14/03 – 14h

Segunda

GRV SOFTWARE
Valdecir Pereira

15/03 – 14h

Terça

INVOZ
Luis Afonso D. Pasquotto

16/03 – 14h

Quarta

OPEN MIND
Bruno Silva

17/03 – 14h

Quinta

MTCONNECT
Achilles Arbex

18/03 – 14h

Sexta

MANUFATURA INTELIGENTE
Sérgio Couto

Palestras

Valdecir Pereira

Martketplace de usinagem e o futuro das compras industriais

RESUMO:A adesão de compras por meios on-line tem crescido ao longo dos anos e o e-commerce que antes era o meio precursor no setor começa a ficar para trás dando lugar às grandes plataformas. Esses novos formatos de vendas moldaram um NOVO CONSUMIDOR, ele quer encontrar todos os produtos que deseja em um só lugar e os MARKETPLACES de nicho passam a ser referência aos consumidores. Somente em 2020 o faturamento no Brasil em vendas on-line foi de R$126 BILHÕES, sendo que 78% desse faturamento vem dos MARKETPLACES. Além disso, há uma previsão de AUMENTO de 55,5% de faturamento nos próximos anos, podendo chegar a R$314,8 BILHÕES até 2024. De que forma os marketplaces vão impactar nas compras industriais e quais serão as vantagens para os compradores de usinagem?

Valdecir Pereira

Luis Afonso D. Pasquotto

Desafios Cluster Aeroespacial Brasileiro

RESUMO: A indústria aeronáutica brasileira é um orgulho para todos nós. Além da Embraer, temos uma cadeia de fornecedores com excelência em manufatura e tecnologicamente preparada para apoiá-la. Apesar disto a maturidade da gestão e do planejamento estratégico desta cadeia é heterogênea e na maioria dos casos há dependência de um só cliente. Baseando-se em estudos e mapeamentos existentes, comparações com a indústria automotiva, e entrevistas com importantes agentes do setor, o Invoz propõe algumas reflexões para avanços nestas questões, em preparação para os desafios das próximas décadas.

Luis Afonso D. Pasquotto

Bruno Silva

Como reduzir o custo de desbaste e acabamento em peças aeronáuticas.

RESUMO: A usinagem de peças aeronáuticas demanda um tempo elevado de desbaste, temos itens que chegam a 97% de remoção de material. Sendo assim precisamos otimizar nossos custos de desbaste para se tornar mais produtivo. Iremos demonstrar recursos e comparações de como melhorar a eficiência reduzindo esse custo de desbaste. O acabamento em muitos casos também é um tempo elevado na usinagem, principalmente em itens onde as paredes são altas, finas e o com pouco acesso, obrigando a usar ferramentas longas com parâmetros de corte baixo, aumentando seu tempo. Iremos demonstrar como garantir a mesma qualidade reduzindo o tempo e o custo do acabamento

Bruno Silva

Achilles Arbex

Perspectiva norte-americana da tecnologia de manufatura para o setor aeroespacial

RESUMO: Nessa palestra veremos a perspectiva norte-americana sobre tecnologia de manufatura para o setor aeroespacial, conhecendo melhor o acesso que nossos competidores dispõe para novos recursos e equipamentos e seus eventuais impactos aos negócios no Brasil.

Achielles Arbex

Sérgio Couto

Manufatura Inteligente

RESUMO:  “Conseguimos produzir muito mais se entendermos que o tempo de atravessamento depende do fluxo. O que faz as empresas faturarem é o fluxo e não as operações.”
Taichi Ohno.
Nas operações dentro de uma empresa manufatureira notamos que as operações (ou o tempo de ciclo em si) representam somente 2% de todo “lead-time” ou do prazo de entrega. Com o advento da entrada dos fundamentos da indústria 4.0, temos observado muita ênfase nas tecnologias habilitadoras como: Robótica (esta é da indústria 3.0), big data, IoT, M2M, manufatura aditiva, computação em nuvem, entre outras. Conhecer e compreender o direcionamento ideal para construir um ecossistema como o sugerido pela indústria 4.0 é essencial para, fazendo uma analogia, não corrermos o risco de construir uma casa começando pelo telhado. Dentro dessa palestra, além de compreender tais fundamentos, iremos explorar os conceitos para manufatura inteligente, i-Manufatura, os atores que atuam dentro de uma fábrica e tecnologias adaptativas que formam uma manufatura em malha fechada, onde a variável de saída (prazo, por exemplo) controla as variáveis de entrada, (demanda, tempo de ciclo das operações, tempos de suprimentos, etc). Veremos que não se trata de uma proposta disruptiva mas de desenvolver a competência indispensável e capaz de proteger nossa indústria manufatureira que se insere cada vez mais num mercado global, turbulento e competitivo.

Sergio Couto

Preencha o formulário para receber o material da semana CEMAC 2022

Arquivo CSS do design do formulário. Colar dentro da tag do html da sua página! Código do Formulário
loading…
Arquivos JS usado para captura. Insira antes do fechamento da tag do html da sua página!

As Empresas do Cluster de Excelência em Manufatura Aeronáutica da região metropolitana de Campinas constituem reconhecidamente um dos principais centros de excelência na manufatura industrial do Brasil.

Apoio:

Contato

  • contato@cemac.tec.br

Desenvolvido por Semeia Propaganda